segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Filmagens Vazadas reais de OVNIs do Terceiro Reich são publicadas no YouTube

LINK DO VÍDEO > https://www.youtube.com/watch?time_continue=74&v=BRJ5qSvNr5k

Um vídeo publicado recentemente no YouTube mostra o que seriam filmagens autênticas da tecnologia avançada do Terceiro Reich, na Alemanha nazistas, durante o final da Segunda Guerra Mundial.
Embora haja muitos documentos confirmando que essa tecnologia já estava sendo trabalhada pelos alemães, não há como se certificar que as filmagens abaixo sejam genuínas.
Durante décadas, uma mitologia rica desenvolveu-se em torno da afirmação de que os engenheiros da Alemanha nazista desenvolveram secretamente uma ou mais aeronaves super-sofisticadas em forma de disco e mísseis não tripulados, e que essa tecnologia foi apropriada pelos EUA ou pela União Soviética no período pós guerra.
Os nomes de Schriever, Miethe, Habermohl, Belluzzo estão associados a algumas dessas histórias, e as localizações das plantas secretas onde essas naves foram supostamente construídas variam de Praga a Stettin, e até fábricas subterrâneas sombrias no lendário ‘reduto nazista do sul’.
Realmente, a Alemanha nazista, ao final da Segunda Guerra, estava bem adiantada com certos “projetos aeronáuticos”.  Já nos primeiros meses do OVNI Hoje foi publicado um artigo em três pares, intitulado Discos voadores do Terceiro Reich, expondo algumas informações sobre o que poderia ter ocorrido naquele período fatídico.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

PARCEIROS VIPS DO NOSSO CANAL NO YOUTUBE

"AS PEDRAS FILOSOFAIS BRILHANTES QUE APOIAM O CANAL "

. ENILTON FERNANDO - 

. BABI FREITAS - 

. RODRIGO OLIVEIRA - 

. NEMASTHER JHIREH - 

. MARCELO (CONGO) -

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Civilizações no Universo se extinguem logo após alcançarem altos níveis tecnológicos, sugere astrofísico

Aqui está mais uma presunção de um cientista sobre a vida extraterrestre, lembrando que a primeira coisas que a grande maioria dos cientistas fazem é ignorar os sinais já registrados de visitação extraterrestre à Terra :
A Terra não é única. Há bilhões de outros planetas que circulam bilhões de outras estrelas no Universo. Considerando a vastidão do espaço, é lógico pensar que deve haver uma vida inteligente lá fora.
Então, onde estão essas espécies extraterrestres avançadas e por que não as detectamos ainda?
Um astrofísico sugere que as espécies, como a nossa, se extinguem logo após atingir altos níveis de tecnologia.
Daniel Whitmire, um astrofísico aposentado que ensina matemática na Universidade de Arkansas, uma vez pensou que o silêncio cósmico indicava que a nossa espécie havia ficado para trás. Ele agora é de opinião diferente.
Whitmire disse:
Ensinei astronomia por 37 anos. Eu costumava dizer aos meus alunos que por estatística, nós devemos ser os caras mais burros da galáxia. Afinal, só nos tornamos tecnológicos há cerca de 100 anos, enquanto outras civilizações poderiam ser mais tecnologicamente avançadas do que nós por milhões ou bilhões de anos.

Somos uma espécie típica no Universo?

Hoje, Whitmire acha que nós, os seres humanos, somos uma espécie típica no Universo. Então, por que ele mudou de ideia e em que é o seu pressuposto baseado?
Ao aplicar um conceito estatístico chamado princípio da mediocridade – a ideia de que, na ausência de qualquer evidência em contrário (que eles simplesmente ignoram mesmo se fosse mostrada na cara deles), devemos considerar-nos típicos, e não atípicos, Whitmire concluiu que nossa espécie pode não ser tão primitiva quanto antes se pensou, mas sim média.
O argumento baseia-se em duas observações: somos a primeira espécie tecnológica a evoluir na Terra, e estamos non início do nosso desenvolvimento tecnológico. (Ele define “tecnológico” como uma espécie biológica que desenvolveu dispositivos eletrônicos e pode alterar significativamente o planeta).
A primeira observação parece óbvia, mas, como observa Whitmire em seu artigo, os pesquisadores acreditam que a Terra deve ser habitável para a vida animal pelo menos um bilhão de anos no futuro. Com base em quanto tempo levou proto-primatas a evoluírem para uma espécie tecnológica, isso deixa tempo suficiente para que isto aconteça novamente até 23 vezes.
Nessa escala de tempo, poderia haver outros antes de nós, mas não há nada no registro geológico para indicar que não fomos os primeiros. “Deixaríamos um pedaço de uma impressão digital se desaparecêssemos durante da noite para o dia”, observou Whitmire.
Por definição de Whitmire nos tornamos “tecnológicos” após a revolução industrial e a invenção do rádio, ou há cerca de 100 anos. De acordo com o princípio da mediocridade, uma curva de sino das eras de todas as civilizações tecnológicas existentes no Universo nos colocaria no meio de 95 por cento.

Em outras palavras, as civilizações tecnológicas que durarem milhões de anos, ou mais, seriam altamente atípicas. Como somos primeiro, outras civilizações tecnológicas típicas também devem ser as primeiras. O princípio da mediocridade não permite nenhum segundo ato. A implicação é que, uma vez que as espécies tornam-se tecnológicas, elas se consomem e levam a biosfera com elas.
Ele disse:
Se não formos típicos, então minha observação inicial seria correta. Seríamos os homens mais estúpidos da galáxia pelos números.
A teoria de Whitmire é muito interessante, mas também há outros cientistas proeminentes que discutiram como classificar as civilizações extraterrestres .
Em um artigo seminal publicado em 1964 no Jornal da Astronomia Soviética, o astrofísico russo Nicolai Kardashev teorizou que as civilizações avançadas devem ser agrupadas de acordo com três tipos: Tipo I, II e III, que dominaram as formas planetárias, estelares e galácticas, respectivamente.
Ele calculou que o consumo de energia desses três tipos de civilizações seria separado por um fator de muitos bilhões.
O Dr. Michio Kaku disse:
Embora seja impossível prever as características precisas dessas civilizações avançadas, seus grandes conceitos podem ser analisados ​​usando as leis da física. Não importa quantos milhões de anos nos separa deles, eles ainda devem obedecer as leis rígidas da física, que agora são avançadas o suficiente para explicar tudo, desde partículas subatômicas até a estrutura em larga escala do universo, através de 43 surpreendentes ordens de magnitude.
Como nunca tivemos contato com uma raça extraterrestre avançada, é realmente impossível prever as características precisas de civilizações tão avançadas.

Ex-comandante da Força Aérea Iugoslava fala sobre seu encontro com um OVNI

Um ex-comandante da Força Aérea e da Defesa Aérea da Iugoslavia falou francamente sobre um encontro com uma nave espacial, como ele que nunca antes havia visto.
O General Zvonimir Jurjevic atuava como chefe do 172º Regimento de Aviação em Titograd – agora Podgorica, a capital do Montenegro – em 1975, quando um OVNI brilhantemente colorido entrou na área da Força Aérea.
O General Jurjevic disse que viu o OVNI em um voo de rotina, em janeiro daquele ano.
Ele descreveu o objeto como tendo a capacidade de mudar constantemente as cores e deliberadamente tentava ser visto.
O comandante disse:
O objeto parecia uma esfera incandescente, muito visível, talvez 10 vezes mais brilhante do que a estrela mais brilhante naquele momento.
O comandante disse que a cor do OVNI continuava mudando:
A cor mudou constantemente: branco, amarelo, vermelho claro, laranja, novamente branco, e assim por diante.
Ele apareceu do nada, inesperadamente. Estava atraindo nossa atenção de propósito.
Estranhamente, o OVNI aparecia exatamente nos 50 minutos de vôo, todas as vezes sem falhas, de acordo com o general Jurjevic.
Em 25 de janeiro de 1975, o General Jurjevic tentou interceptar o OVNI – e ele disse mais uma vez, como ele esperava, a nave apareceu aos 50 minutos de seu vôo pela cidade de Cetinje.
O comandante o perseguiu, mas uma vez que ele se aproximou, o objeto desapareceu misteriosamente.
Vários dos pilotos em seu regimento também avistaram o OVNI, assim o general Jurjevic elaborou um plano.
Dois aviões decolariam, então dois outros deveriam seguir um pouco mais tarde de um aeródromo diferente para essencialmente circundar a nave – todos os pilotos teriam que manter o silêncio de rádio, caso a nave tentasse interceptar as mensagens.
O General Jurjevic explicou:
Eu apenas estabeleci o vôo em algum lugar de Cetinje, quando de repente o objeto passou por cima de Budva, e o Tenente Machec o viu acima Niksic.
Pedi a Machec para permanecer no lugar, e fiz um curso paralelo à costa do Adriático, onde tentei estabelecer a que distância o objeto estava: descobriu que era de aproximadamente 10 quilômetros.
No entanto, ele não me permitiu chegar mais perto disso. Reduzi a velocidade – a distância era a mesma. Eu aumentava a velocidade – ainda eram os mesmos dez quilômetros.
O que aconteceu nos céus sobre a Iugoslávia continua a ser um mistério até hoje, e o General Jurjevic acredita que o caso nunca será resolvido.

Tecnologias alienígenas que desativam bombas nucleares

O Homem foi realmente na lua? Se sim, o que havia lá que não voltaram mais? Muitos especulam o encontro com uma civilização vivendo na lua e que nós, intrusos fomos convidados a nos retirar do nosso satélite natural. Se tudo isso terminasse nestas questões tudo bem, o problema é quando militares revelam testemunhos aterradores sobre contatos imediatos com tecnologias alienígenas que desativam bombas nucleares como se fossem brinquedos.Todos os anos milhares de pessoas desaparecem sem deixarem rastros. Outros, comprovam com dados científicos que foram abduzidos, com médicos afirmando tudo isso. E aí, vai dizer o que?Provas, imagens e relatos incríveis nesta produção do canal Discovery, confira:https://www.youtube.com/watch?v=hbzG_GByOd4

sábado, 29 de julho de 2017

Um dos lugares mais estranhos na Terra .Triângulo das Bermuda


Situado no 27º paralelo norte são o Triângulo das Bermudas, você conhece o lugar que supostamente engole barcos, navios de carga e até aviões, as Pirâmides de Gizé, que, segundo muitos, foram construídas como máquinas de energia maciças por uma civilização desconhecida e o Himalaias , O Himalaias é muito legal, mas, além desses três lugares, há outra vez que desconcertou especialistas.
Referido como a zona de Silêncio ou "Zona de Silencio", esta área de terra localizada no México é um dos lugares mais anômalos da Terra.
De acordo com os relatórios, nada parece funcionar adequadamente aqui, já que os cientistas não conseguiram entender como os relógios param, os rádios ficam sem fio e a bússola se desvia de controle.
Localizado a cerca de 2.000 metros acima do nível do mar, a Zona de Silêncio coincide estranhamente com o enigmático Triângulo das Bermuda

Pirâmides em todos os lugares. É como se alguém viajasse para todas as culturas antigas espalhadas por todo o mundo e disse: Construa pirâmides e construa-as assim.


Por que tantas pirâmides são muito semelhantes?



Não importa onde você decida olhar, existem pirâmides de todos os tamanhos e formas, mas misteriosamente um grande número deles
é estranhamente semelhante, apesar do fato de que muitos deles foram construídos por diferentes civilizações antigas espalhadas por todo o mundo.
Por que as pirâmides da América do Sul e Central se parecem com as suas homólogas na Ásia ou na Índia? Qual foi o propósito das pirâmides? E como há muitas semelhanças entre os milhares de pirâmides na Terra?